29 de novembro de 2012

AQUI E AGORA


Uma imagem vale mais que 1000 palavras, certo? É isso, a minha vida está uma grande confusão.


RECUERDO THE BLACK KEYS

Foto de Manuel Portugal

Aqui fica uma foto do concerto dos The Black Keys para o album dos tesourinhos. Esperei muito tempo para ver esta banda e apesar de não adorar o Pavilhão Atlântico fui à mesma, tinha que ser. A parte boa foi ouvir músicas dos primeiros albuns e não apenas versões novas como Lonely Boy. As projecções grunge estavam magníficas e apesar de o som deixar a desejar, a banda tocou sempre bem, num ritmo rápido. A parte menos boa foi ter ido para as bancadas e sentir que a emoção estava toda lá em baixo, na plateia. Estar na bancada isola-nos: batemos palmas sozinhos, cantamos sozinhos e aquela vibração boa de estar num concerto, aquela energia mágica, parece que se dilui à medida que se sobe mais um degrau na bancada. Mas valeu!


REBEL EVERYTHING


Via Asos Magazine

ALL SAINTS RULES


Apesar de querer muito um blusão agora (nunca tive nenhum deste tipo), escolhi a pior altura de sempre para o comprar, porque tenho um bebé na barriga e isso muda muita coisa. Mas este poderia ser uma boa escolha no futuro - Chase Biker Jacket da All Saints.


GIRLS

Amber Valletta fotografada / photographed por / by Jean-Baptiste Mondino, 1995 

Esta foto está gira que se farta!


E TALVEZ BOLACHAS


Via Marc Johns

27 de novembro de 2012

VESTIDOS, CASÓRIOS E ESSAS CENAS





A.V. (antes do vestido)
Às vezes, quando estou mesmo muito cansada e chego a casa de rastos, gosto de ligar a tv e assistir ao programa mais fútil que encontrar. Já aconteceu muitas vezes ver o "Say yes to the dress", um programa sobre o drama de noivas ansiosas a escolherem os seus vestidos pirosos. Familiar? Não? Não interessa, nem toda a gente perde tempo com lixo televisivo. Na verdade, depois de ver alguns episódios comecei a achar que tenho um problema grave: pelo que percebi, todas as raparigas normais se emocionam um bocadinho com a escolha dos vestidos, e as amigas delas também - normalmente o programa acaba com todas a chorar em uníssono quando finalmente encontram "o" vestido. O problema é que apesar de gostar de roupa e de vestidos, nunca vibrei realmente com vestidos de noiva e nunca cheguei sequer perto de me emocionar por ver uma amiga vestida de noiva. Quero dizer, fico feliz por a minha amiga estar feliz e tal, mas até chorar baba e ranho ainda falta um bocadinho. Conclusão a que cheguei: "deves ter um coração frio que nem um calhau e és provavelmente mais insensível que o resto das pessoas. Provavelmente a mais insensível do mundo." 

D.V. (depois do vestido)
Mas afinal descobri, depois de ver estas fotografias (de uma pessoa que eu nem conheço), que também tenho sentimentos por vestidos de noiva. Por este vestido de noiva. É o único em toda a minha vida que me fez pensar em "talvez casar" só para o poder vestir =). (Estou a brincar Manel). Até posso nem casar, mas vou pensar num estratagema para poder usar este vestido um dia...pode ser um cocktail... uma entrega de prémios...uma ida ao CCB... qualquer coisa. Não sei quem são os noivos, mas as fotos magníficas são de Jonas Peterson.


PRÓXIMO DESAFIO


Depois de ter aprendido a fazer aquela trança que parece uma espiga de trigo, (oficialmente conhecida por fishtail, nas terras anglo-saxónicas) e logo a seguir ter cortado o cabelo, estou agora muito determinada a conseguir fazer esta. Mas tenho que esperar muito, ainda faltam uns meses para ter o cabelo comprido outra vez. Treinar nas amigas é uma opção, mas também já me passou pela cabeça comprar uma peruca cor de rosa...


PRECISA DE 1 MILHÃO DE DÓLARES?

Via Marc Johns.

26 de novembro de 2012

CONTAGEM DECRESCENTE


Depois de:
1. há uns meses largos ter trocado os pés pelas mãos e ter deixado esgotar os bilhetes em Dublin
(sim, porque eu estive quase a ir a Dublin para ver estes dois)
2. quase ter morrido de inveja do Tiago e da Diana os terem ido ver a Inglaterra
(pelo menos aproveitei para lhes encomendar a t-shirt da tour europeia)
3. ter recebido de prenda uma t-shirt XXL vinda dos states oferecida pelo meu namorado
(que me vai ser muito útil amanhã porque já estou com uma barriga super fenomenal),

finalmenteeeeeeee vou assistir ao concerto! Ainda que um pouco contrariada por ser no Pavilhão Atlântico, mas vá. O bilhete foi prenda de aniversário em Abril passado (claro, porque depois de perder os bilhetes uma vez, ia ter um colapso se a história se repetisse) e durante os meses que passaram ainda fiquei a ganhar porque vamos duas pelo preço de uma (eu e a bebé). Yeeeeeeeeah! 3-2-1 Amanhã!



MR RICHIE






Às vezes não é preciso complicar nada. Este editorial é tão descomprometido e tão fixe! Gosto!
Richie Culver é artista, descubram mais sobre ele no site Mr Porter.

The Look: Mr Richie Culver | Fotos/Photography: Boo George | Styling: Dan May
Exclusivo/ Exclusive: Mr Porter

24 de novembro de 2012

APPLE PIE


Fim de semana de chuva é ideal para tarte de maçã. Aprendi esta receita com a minha mãe e o meu irmão. Depois de várias tentativas para fazer uma verdadeira Apple Pie à americana, cheguei à conclusão que não há nada como fazer uma à portuguesa: cortar as maçãs do pomar do Tio Manel em pedacinhos e rechear a massa. E já está, nada mais simples e menos calórico (o truque é polvilhar as maçãs com açucar e canela e borrifar com vinho moscatel). Nham nham.


23 de novembro de 2012

OSCAR WILDE RULES


Este é o "livro do momento" desde Julho. Lê-lo está a ser uma tarefa hercúlea, porque está escrito num inglês antigo e muito requintado. Para dias de cansaço não dá. Mas a história é demasiado interessante para desistir: fala da beleza indescritível de um rapaz e das alterações na sua personalidade quando se apercebe que é mais bonito que os outros mortais.


HELLO WEEKEND!


Consegui escapar do processo de fusão com a minha cadeira do trabalho. Estes dias de frio e humidade estão a saber-me tão bem como se estivesse em plena praia deserta no pico do Verão. Imagem via Esther Fromthesticks (vejam o blog dela, tem imagens bonitas).


20 de novembro de 2012

PRECISO DISTO


Preciso de um destes para continuar a semana. Hoje é só terça-feira e eu e a cadeira do trabalho já somos uma só...


18 de novembro de 2012

CREPE MOOD


E agora vou tentar fazer pela primeira vez um crepe de trigo sarraceno, como os que comi na Bretanha. Suspence...até já!


IDEIAS DE FDS


Parece simples...(ok, mais ou menos).


STRIPES & POLKA DOTS





A propósito de uma exposição, a propósito de compras-de-natal-que-defendem-a-economia-nacional e a propósito de histórias vêm as peças da Si Atelier. Quando começámos a fazer as nossas primeiras pulseiras em missangas devíamos ter uns 8 ou 9 anos. E conseguíamos juntar uns trocos para comprar gelados, pastilhas Gorila e mais missangas. Vinte anos mais tarde a Si substituiu as missangas por outros materiais, abandonou o emprego e fundou o seu próprio negócio. Estou a falar de uma pessoa com garra, claro. A exposição dela está na biblioteca do ISCTE em Lisboa até dia 14 de Dezembro, o último a chegar já não vai encontrar nada!


FAZER OLHINHOS


Gosto tanto de pintar os olhos assim! E estas ilustrações inspiram ideias novas.


FOX GIRL


Acabei de sair da Zara Home e ainda estou hipnotizada. É que colecção de bebé deu um abanão no meu sistema imunitário anti-compras. Posso mesmo dizer que abriu brechas profundas no sistema imunitário anti-compras. Saí de lá de mãos a abanar mas a contar os dias para os saldos. A almofada "menina-raposa" ultrapassa o maravilhoso.


16 de novembro de 2012

REBEL DEAN







Delirei quando encontrei estas imagens do James Dean, tão inesperadas. Olhar para elas é como espreitar por uma janela e ver um bocadinho do homem real, para além do homem lenda. As fotos foram tiradas por Dennis Stock para a Life Magazine, em 1955. E são geniais.


15 de novembro de 2012

O LOCAL


Acabei ontem de ler este livro de banda desenhada. Comprei-o no Festival de Banda Desenhada da Amadora para oferecer e depois pedi-o emprestado. Estratégias... Foi o primeiro livro de bd sobre uma banda rock que li. A história é muito simples mas os desenhos são super maravilhosos. Chama-se "O Local" e o autor, italiano, é o Gipi.


ENIGMAS AO PEQUENO ALMOÇO





Quem é o português que não tem no seu armário uma chávena com uma ovelha, outra de um clube de futebol, outra com flores, e outra às bolinhas? Eu confesso que sou dessas. Mas estas chávenas são qualquer coisa de querer ter, pode dizer-se que soltam os nossos instintos mais materialistas. Qualquer das formas ter uma coisa de cada nação é muito mais português. Não concordam? Se hoje for um dia de investimentos visitem a página We Love Kaoru.


O MICK CONTINUA A CANTAR

Mick & Bianca Jagger (não consigo descobrir o autor da fotografia, peço desculpa!/I can't find the name of the photographer, sorry)

Hoje acordei e a rua estava de pernas para o ar. Havia papeis queimados por todo lado, uma equipa da RTP estava a fazer planos do que foram os ecopontos, as paragens de autocarro estão agora graffitadas a rigor e os símbolos máximos do capitalismo ali do sítio (Caixa Geral de Depósitos e MacDonald's) foram vandalizados durante os confrontos com a polícia. Faroeste rules. Mas a caminho do trabalho,  no autocarro, o Mick Jagger cantava a plenos pulmões na rádio, por isso acho que está tudo bem...


12 de novembro de 2012

FEITO PELO HANK





Pronto... só para aliviar o ambiente tenso deste blog, decidi publicar uma coisa mais leve, daquelas para imaginar que temos, somos, estamos, vivemos, etc. Afinal o papel deste blog também é alienar as pessoas da realidade...é para isso que serve o matrix. São estas bolsinhas da Made by Hank tão giras que se fartam de ser (giras). Aposto que em qualquer feirinha de arts&crafts podem encontrar parecidas.


DÍVIDA E CRISE E MERKEL E O CARAÇAS


"Money, it's a crime, Share it fairly But don't take a slice of my piePink Floyd 

Dantes via diariamente as notícias na televisão. Agora tento não ver todos os dias. Estamos tão perto da realidade, (porque ela entrou nas nossas vidas sem bater), que não preciso de ver na tv compactos de imagem daquilo que se passa no dia-a-dia dos nossos amigos, familiares e vizinhos. Hoje esteve cá a chanceler alemã e estive atenta aos telejornais. No fim de três ou quatro notícias apeteceu-me chorar de raiva e atirar com a televisão pela janela. Mas não atirei porque ela veio do arranjo a semana passada e a factura ainda foi considerável. O sentimento não surgiu por o país estar numa fase má, ou por termos muitas pessoas em dificuldades, esse é uma moinha constante, mas por sentir que já não temos dignidade. Somos os coitadinhos da Europa, os eternos miseráveis, os que precisam de ajuda, os que precisam da mão dos países mais fortes para nos conseguirmos levantar do torpor. Os valores no mundo estão todos ao contrário. E eu estou com o orgulho patriótico ferido. Onde é que está o país que enfrenta as tormentas sem vacilar? Raios #@!#*&#


UMA CABEÇA


Via Startliving.tumblr

FOME DE AGORA


Claro que eu nunca pensaria em sopa...



E PORQUE NÃO?


Se eu emigrasse com uma mala daquelas, teria obviamente que juntar este exemplar fabuloso da Madrugar 
(chapéus feitos manualmente por Katharine Wallinger). 



EMIGRAR COM ESTILO





Já que se fala tanto do assunto, estas são para as corajosas que passam das palavras aos actos: ao menos que seja com estilo. E se levarem só esta malinha terão que fazer uma selecção muito minimalistas, mas nestas coisas menos é mais. Menos tralha, mais liberdade, por exemplo. Da Liberty London.